Sob o efeito colateral do whisky falsificado ou como vítimas de maus tratos ou, ainda, pela falta de acesso aos médicos, vários são os bluesmen que carregam a alcunha de “blind” como pré nome.

Dentre todas as mazelas que os homens (e mulheres) do blues enfrentaram nas primeiras décadas do século 20, a cegueira foi uma das mais marcantes.

Dizem que a limitação de um sentido, amplia os outros. É o que parecem nos dizer Blind Connie Williams no vídeo à seguir.