Posts tagged ‘Blues’

Assim nascem os blues V

De passagem por New Orleans, um viajante foi tomar uns drinks em um restaurante que lhe pareceu animado. Da calçada pode ouvir um som quente e endiabrado que vinha de dentro da casa. Entrou, acomodou-se em uma mesa com vista para o palco e pediu uma bebida.

Assistiu vários músicos a revesarem-se nos instrumentos em uma improvisação alucinada onde cada convidado, dava sua interpretação pessoal a cada passagem da música.

Como a noite permanecesse quente, foi ao hotel tomar um banho e trocar de roupa.

Ao retornar, percebeu que o grupo executava ainda a mesma canção e que o nível de empolgação do público e dos músicos que rodavam pelo palco mantinha o mesmo clímax de 40 minutos antes.

Um mesmo blues e infinitas possibilidades.

Pimentinha

A interpretação do pequeno Sugarchile é tão convincente para a canção de Louis Jordan, que até parece que ele realmente sofreu de amor por uma mulher chamada Caldonia. Tem nêgo que passa a vida inteira tentando pegar o blues e outros já nascem com ele.

A dica desse vídeo é uma contribuição do bluesman e guitarrista Leandro

Biografia em 140 caracteres – Willie Dixon

Conhecido pelos clássicos que escreveu, Dixon era um exímio e original baixista sempre bem acompanhado.

http://www.youtube.com/watch?v=vY9U45YTPRY

 

Assim Nascem os Blues IV

Numa época em que os negros eram privados de seus direitos mais básicos e em que a segregação era aceita até mesmo pelos oprimidos, Rosa Parks deu início ao boicote aos ônibus quando se negou a dar lugar a um passageiro branco.

Dose Dupla – I

Sozinhos ou acompanhados. São muitos os bluesman que rendem tão bem tanto em performances solo como dividindo o palco com outros de sua espécie.

No caso da dupla Sony Terry & Brownie McGee, embora seus trabalhos individuais sejam respeitáveis, eles funcionam ainda melhor juntos. Eles gravaram mais de 20 albuns, mas é em “Sony & Brownie” que os dois aparecem em grande forma.

Um disco que merece ser ouvido.

No link, a faixa “Bring it on home to me”.

O prodígio cresceu

Kenny Wayne Shepherd já foi uma das grandes promessas brancas do blues. Não havia muito, a carreira de Stevie Ray Vaughan era abreviada por um acidente aéreo e, considerando que Johnny Winter já não era mais o mesmo, Shepherd surgia como candidato a guitar hero do blues. Em meados da década de 90 ele rivalizava com outro novato, Jonny Lang, que levava vantagem por ser um excelente cantor.

Lang fez albuns surpreendentes aos 16 e 19 anos, enquanto Shepherd (que também gravou discos menos expressivos) caía na estrada acompanhando os mestres do blues e como sideman de artistas veteranos.

Passados alguns anos, enquanto Lang inseriu elementos externos ao seu blues, Kenny parece ter se mantido na trilha daqueles que o inspiraram no início da carreira.

No vídeo abaixo vemos um guitarrista maduro mandando ver em uma performance de 2011 em um pequeno clube acompanhado de sua banda.

Os Anjos não tocam harpa

Cego desde a infância, Jeff Healey foi um guitarrista virtuoso e dono de uma voz privilegiada. Essas características, somadas às referências musicais, conferiam às suas interpretações uma carga emocional intensa. A Jeff Healey Band produziu versões antológicas para clássicos como My Guitar Gently Weeps (de George Harrison) ou Roadhouse Blues (dos Doors).

JHB

Healey tornou-se conhecido e respeitado por sua produção blueseira e suas performances

arrebatadoras. Porém, num projeto menos conhecido, paralelo à sua carreira de bluesman, o músico canadense montou a Jeff Healey Jazz Wizards, onde vemos este fantástico guitarrista tocando… trompete de forma competente. Não faltam performances na guitarra, porém em uma pegada mais clean, diferente do que estamos acostumados a ouvir quando ele toca o blues.

É difícil afirmar onde Healey se dá melhor, o mais correto seria admitir que os dois gêneros se completam e formam um conjunto perfeito. Se no blues temos performances endiabradas, que seria a trilha sonora ideal para qualquer inferninho, é ouvindo os jazz dos Wizards que eu gostaria de ser recebido no céu.

No vídeo a seguir uma pequena amostra dos Wizards:

No video abaixo o show inteiro: