A volta dos Urublues

Um projeto idealizado e concretizado pelo pesquisador Paulo Almeida está resgatando a história da cena roqueira de Jaraguá do Sul, cidade do norte catarinense que foi o ninho dos Urublues.

O projeto prevê a gravação de um documentário e a edição de um livro com a visão de quem protagonizou o movimento nos anos 80 e 90.

Esse foi o álibi que precisavam os integrantes da formação original para mais um (breve?) voo.

No link abaixo uma entrevista com o trio que formou a banda que contaria ainda com a qualidade musical do multi-instrumentista André Pereira e do endiabrado vocalista Blênio Canino.

Essa turma deve se reunir em 15 de novembro para uma aparição no show de encerramento do projeto.

Lisa

Lisa Kekaula é filha de mãe africana e pai havaiano. Há tempos percorre uma trajetória no caminho do rock, do soul e, porque não, do blues.
Lisa tem grande domínio de palco e a postura de uma autêntica blueswoman.
Depois de décadas na estrada, Kekaula e seu marido Robert Vennum, criaram em 2014 o projeto “Lisa and the Lips”.
No video abaixo, uma performance recente da banda.

Vintage

Tem gente nova fazendo música velha (ainda bem). A dica recomendada por ll’McGui é o som da Vintage Trouble.
Os caras já abriram pros Stones e The Who e estão na estrada com um som de raiz. Vale conferir no link abaixo.

http://vintagetrouble.com/bio.html

Biografia em 140 caracteres – Jimmy Reed

Reed vendeu os direitos de suas canções em troca de bebida. Sem  mais poder executá-las, reescreveu as letras sobre as velhas melodias fazendo plágios de si mesmo.

https://www.youtube.com/channel/UCkJUdhq3rW7AElwDQ_omC3g

Mick Jagger e os clássicos

Jagger reuniu um time de primeira os batizou como “the Devils”, escolheu um repertório de clássicos e vejam no que deu.
Quando o cara tem a manha, o resultado é sempre bom.

 

Advertência III

“Alguns dizem que ele é chato,
outros dizem que é banal.
Já o colocam em propaganda,
fundo de comercial.
Mas o bicho ainda entorta
a minha coluna cervical”
– Conselho de Raulzito para que se cuidem os que têm problemas de coluna

Assim nascem os blues V

De passagem por New Orleans, um viajante foi tomar uns drinks em um restaurante que lhe pareceu animado. Da calçada pode ouvir um som quente e endiabrado que vinha de dentro da casa. Entrou, acomodou-se em uma mesa com vista para o palco e pediu uma bebida.

Assistiu vários músicos a revesarem-se nos instrumentos em uma improvisação alucinada onde cada convidado, dava sua interpretação pessoal a cada passagem da música.

Como a noite permanecesse quente, foi ao hotel tomar um banho e trocar de roupa.

Ao retornar, percebeu que o grupo executava ainda a mesma canção e que o nível de empolgação do público e dos músicos que rodavam pelo palco mantinha o mesmo clímax de 40 minutos antes.

Um mesmo blues e infinitas possibilidades.